Algodão: leve, natural e… sustentável?

Oi, gente!

Hoje vamos começar a falar sobre tecidos e materiais por aqui. Afinal, para construir uma moda sustentável e consciente, é preciso não só reduzir o consumo, mas também entender do que é feito o que consumimos. Começo pelo Algodão, material presente em boa parte das nossas roupas, e que muitas vezes é vendido como “ecologicamente correto”. Mas será mesmo?

História

algodo3.jpg

O algodão é a fibra mais antiga cultivada pelo homem. Suas referências históricas vêm de seculos antes de Cristo. Os árabes foram os primeiros a tecer a fibra de algodão e, depois da descoberta do caminho para as Índias, o algodão se espalhou pela Europa. A exportação de algodão dos Estados Unidos para a Inglaterra, durante a Revolução Industrial, foi um importante fator para o desenvolvimento da economia americana. Hoje a China, Estados Unidos, Paquistão, Índia e Uzbequistão estão entre os maiores produtores.

Tecidos de algodão

Vonbon-organic-cotton-burp-bandanas
Fonte: http://www.the-anthology.com

O algodão compõe tecidos que possuem maior durabilidade e resistência. Por ser uma fibra natural, facilita a transpiração, sendo indicados para ambientes quentes e úmidos. Entre os tipos de tecidos feitos com o algodão, temos:

Cambraia – tecido bem fino, normalmente usado em camisas, possui leve transparência.  Também pode ser feito de linho, mas nesse caso é mais pesado.

Tricoline – tecido leve que pode ser encontrado também com o nome de “cetim de algodão”, muito usado para vestidos, blusas e saias de verão. Indicado também para patchwork e artesanato em geral.

Laise – Tecido de algodão  que possui uma espécie de bordado feito de furos, é leve e aparece principalmente em vestidos.

 

Sarja 100% algodão – A sarja é o nome dado ao tecido que é feito de uma forma que produz estrias diagonais paralelas, que fortalecem o tecido. É um tecido de boa durabilidade e resistente a rasgos e amassados. Devido à sua força, é ideal para roupas, bolsas, cortinas e artesanato. Tweed, jeans, chino e brim são formas de sarja de algodão.

Algodão Orgânico

Bhumi_Organic_Cotton_-_Ethos
Fonte: http://www.bhumi.com.au

Apesar de ser uma fibra natural, nem sempre o algodão é considerado orgânico ou sustentável. Segundo dados da Fundação de Justiça Ambiental (EJF), retirados da página Sustentabilidade, do Estadão, a lavoura do algodão é considerada a mais tóxica do mundo, responsável pelo uso de 25% dos pesticidas e agrotóxicos de todo o planeta e matando até 20 mil agricultores por ano, devido ao veneno.

A classificação orgânica do algodão depende de como ele é cultivado, envolvendo critérios de preparo do solo, uso de adubos naturais e sementes sem veneno. Para ser orgânico, o controle de pragas deve fazer uso de produtos que não prejudiquem o meio ambiente. Nesse método de cultivo há redução no consumo de água, na emissão de gases, acidificação, eutrofização e demanda de energia primária

A produção do algodão orgânico tem crescido, mas ainda representa uma parcela muito pequena da produção mundial. É preciso estar atento às etiquetas: o setor de orgânicos é inspecionado para ter um certificado, recebendo um selo específico. No Brasil a certificação é feita pela Federação Internacional de Movimentações de Agricultura Orgânica. Ainda existe um bom número de produtores que seguem os preceitos corretos, mas não dispõem do selo. O algodão que eles produzem recebe o nome de de agroecológico e também é confiável.

roupa organico
Fonte: http://www.ecycle.com.br

Muitas vezes o termo “natural” é usado no marketing das empresas para atrair o consumidor, fazendo-o pensar que está adquirindo algo que não agride o meio-ambiente ou sua própria saúde. Porém, o termo significa apenas que o produto vem da natureza, mesmo que tenha sido extraído de forma agressiva ao ecossistema. Com isso, precisamos ter consciência de que o algodão é sim uma matéria prima excelente e que compõe tecidos leves e confortáveis, porém sua produção na maioria das vezes não é sustentável. Não digo que todos devem consumir apenas o que é orgânico, mas se você prioriza o algodão por razões ecológicas, tenha consciência de que pode estar compactuando com um sistema de cultivo agressivo e que pode não condizer com o seu pensamento.

Mais importante do que abrir mão de tudo, é entender o que estamos consumindo e conhecer novas possibilidades.

Para saber um pouco mais:

Superela – tecidos para ficar fresquinha no verão

Estadão: Natural sim, sustentável nem sempre

Ecycle: Algodão orgânico: diferenças e vantagens

Autossustentável: Materiais sustentáveis que fazem a diferença

Escola.britannica: Algodão

Um comentário em “Algodão: leve, natural e… sustentável?

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s